Login

E-mail:

Senha:


Cadastre-se.

Lembrar senha.

Buscas no Site

» Rimas

Selecione o tipo: Palavra Terminação

Digite o termo:


» Poesias

Selecione a seção: Coletânea Galeria

Digite a palavra:


GALERIA

Neste espaço você pode publicar gratuitamente as suas obras (poemas, poesias, sonetos, versos, etc). Para isso, basta clicar no link abaixo. Antes, porém, leia as condições para publicação do site.

» Publicar Obra «

As obras serão listadas por: Ordem de Cadastro, Título e Autor.


Poesia de amanhã
(poetadoamanha)

Feito de dias procuro meu poeta de amanhã
Não sei se o vi na ultima esquina
Em meus versos mágicos sou xamã
Canso eu manso, minha morte vespertina

Sou moderno hippie e poeta que ninguém lembra
Sou nada hoje e tudo amanhã
Recuso o acerto, a falha é minha lei
Não cabe em palavras aquilo que sei

Uma rua sem saída me define
Um céu mais azul e flores com melhor cheiro
O de hoje sempre é cinza, nada sublime
Deito as aspirações em meu travesseiro

Durmo e sonho com paz
Acordo em revolução
Durmo e sonho com uma vida melhor
Acordo eu embriagado ou são

Paro em cada olhar e respiro meu eu
Olho pro céu noturno e perco tudo que sei
Falo a língua dos que não tem religião
Onde me calo existo tão completamente

Sou o móvel esquecido
O que já deixou de ser útil
Caderno jogado, poema não lido
Palavras ao vento, critica sutil

Hoje nomeio, ontem fui nomeado
O próximo dia fará um poeta
Mesmo pouco amado, triste e amuado
O amanhã é outro outono violeta

A guerra é perda, a paz é vida
Gasto meus momentos, hermético
Acumulo meus dias, pobre divida
Sem esperar nem correr atrás, cético

Enviar para alguém.

Indique este Site

Você gostou do site e quer indicá-lo para um(a) amigo(a)?

Então, clique aqui.


Meus Livros

Livros publicados (clique na capa para maiores detalhes):