Login

E-mail:

Senha:


Cadastre-se.

Lembrar senha.

Buscas no Site

» Rimas

Selecione o tipo: Palavra Terminação

Digite o termo:


» Poesias

Selecione a seção: Coletânea Galeria

Digite a palavra:


GALERIA

ATENÇÃO! Prezado(a) usuário(a), tenho o prazer de anunciar o lançamento, no formato eBook, da 1ª edição (2004) do meu livro Dicionário de Rimas da Língua Portuguesa - Brasil. O mesmo encontra-se a venda (R$9,99) no site da Amazon

Neste espaço você pode publicar gratuitamente as suas obras (poemas, poesias, sonetos, versos, etc). Para isso, basta clicar no link abaixo. Antes, porém, leia as condições para publicação do site.

» Publicar Obra «

As obras serão listadas por: Ordem de Cadastro, Título e Autor.


A lenda do sapo
(Sombra)

Queria pedir a todos,
Um minuto de atenção,
O que vi agora pouco,
Não merece nem perdão.
Pula sapo pula gato,
Dentro do meu sapato,
E depois vem o rato,
Dá uma de pato,
E cai no sapato.
Lá já não há mais espaço,
Eu calço trinta e quatro.
E pula rato pula gato,
Pra fora do meu sapato,
E o que resta é um sapo,
Bem metido e muito chato,
Pois não sai do meu sapato.
Sapo, seu infeliz,
Em você eu jogo sal,
E quero ver o que me diz.
E já com um punhado na mão,
Eis que ouço triste voz,
Do sapo no meu sapato..
(rhabit)não me faça uma coisa dessa,
Não estou aqui por vontade,
(rhabit)o que aquele gato fez,
Não merece piedade,
(rhabit)pois correndo atrás do rato,
Me deixou muito assustado,
(rhabit)e agora estou aqui,
Entalado no sapato.
Mas que dó que meu bateu,
Pobre sapo se fodeu,
E o que eu faço agora,
Pro sapo ir embora?
Entalado em meu sapato,
Penso em como tirá-lo,
Pensando ainda no fato,
De que terei que matá-lo,
Mas não haveria eu de dormir,
Com o sapo morto na consciência,
E fiquei a discernir,
Um modo sem violência.
Sapo dá-me licensa,
Mas o sapato vou jogar,
Lá no brejo da floresta,
Já fui muleque e andei descalço,
Não preciso de sapato.
E lá no brejo eu o joguei,
Onde haverá de ficar...
Agora já deve estar morto,
Pois nunca mais o vi,
Mas reza a lenda que de noite,
Entre sapos e saguis,
Um sapato anda afoito,
Coachando o triste fim...

Enviar para alguém.

Indique este Site

Você gostou do site e quer indicá-lo para um(a) amigo(a)?

Então, clique aqui.


Meus Livros

Livros publicados (clique na capa para maiores detalhes):