Login

E-mail:

Senha:


Cadastre-se.

Lembrar senha.

Buscas no Site

» Rimas

Selecione o tipo: Palavra Terminação

Digite o termo:


» Poesias

Selecione a seção: Coletânea Galeria

Digite a palavra:


GALERIA

Neste espaço você pode publicar gratuitamente as suas obras (poemas, poesias, sonetos, versos, etc). Para isso, basta clicar no link abaixo. Antes, porém, leia as condições para publicação do site.

» Publicar Obra «

As obras serão listadas por: Ordem de Cadastro, Título e Autor.


Divagações surreais xii
(Maygh)

Eu estava conversando animadamente com um sapo cururu, divergíamos sobre as consequências de uma hecatombe nuclear no deserto do arizona, enquanto eu previa um desabrochar de uma nova era ele, obstinadamente, previa um carnaval de arlequins deformados, colombinas demasiadamente assanhadas e pierrôs estúpidos e politicamente incorretos, felizmente nos acompanhava, de perto, o parcial e notório corrupto suricato do lombo verde-musgo, o mais feroz, mas o mais sábio da espécie, que não se omitiu e emitiu seu irrecorrível veredicto: ninguém tinha razão, a fissão nuclear já tinha sido superada pela associação de elementos submetidos à antimatéria, com efeitos centenas de vezes mais devastadores, no entanto, sua aplicação só surtiria efeito se detonada a partir do sétimo anel de saturno o "cassini division". eu até poderia chamar o guaxinim azul para, como segundo árbitro,
Apresentar um parecer falacioso e maldosamente imparcial, no entanto, dado o adiantado da hora, preferi enterrar a cara na cachaça, com limão galego e caju

Enviar para alguém.

Indique este Site

Você gostou do site e quer indicá-lo para um(a) amigo(a)?

Então, clique aqui.


Meus Livros

Livros publicados (clique na capa para maiores detalhes):