Login

E-mail:

Senha:


Cadastre-se.

Lembrar senha.

Buscas no Site

» Rimas

Selecione o tipo: Palavra Terminação

Digite o termo:


» Poesias

Selecione a seção: Coletânea Galeria

Digite a palavra:


GALERIA

Neste espaço você pode publicar gratuitamente as suas obras (poemas, poesias, sonetos, versos, etc). Para isso, basta clicar no link abaixo. Antes, porém, leia as condições para publicação do site.

» Publicar Obra «

As obras serão listadas por: Ordem de Cadastro, Título e Autor.


Divagações vi
(Maygh)

Quando a cimitarra da noite vaza o intestino da lua, é prenúncio de tempestade no alvorecer do pantanal senegalesco. andorinhas arrivistas invadem em compasso de semicolcheia a madrugada que se despede da via lactea, ainda nos estertores da reciclável morte. na verdade ninguém sabe ao certo se os adeptos da cientologia inspiram-se no enigmático caderno do hedonista clovis bornay ou se, sorrateiramente solapam as cândidas representaçoes astecas nas pedras do arpoador. sinal dos tempos, sinal fechado, sinal sem signo como diria umberto eco e se não disse eu não tenho a menor disposição em desbravar savanas nem vendavais, prefiro mesmo é enterrar a cara na cachaça com limão galego e caju

Enviar para alguém.

Indique este Site

Você gostou do site e quer indicá-lo para um(a) amigo(a)?

Então, clique aqui.


Meus Livros

Livros publicados (clique na capa para maiores detalhes):