Login

E-mail:

Senha:


Cadastre-se.

Lembrar senha.

Buscas no Site

» Rimas

Selecione o tipo: Palavra Terminação

Digite o termo:


» Poesias

Selecione a seção: Coletânea Galeria

Digite a palavra:


GALERIA

Neste espaço você pode publicar gratuitamente as suas obras (poemas, poesias, sonetos, versos, etc). Para isso, basta clicar no link abaixo. Antes, porém, leia as condições para publicação do site.

» Publicar Obra «

As obras serão listadas por: Ordem de Cadastro, Título e Autor.


Final de cachaceiro marujo
(Dubang)

Já cansei de avisar
Que cachaça é um caso sério
Pare de beber rapaz (bis)
Se não vai pro cemitério
( ♫ ♫ ♫ )
Pois em casa, na rua
Ou num botequim (refrão)
Cachaceiro morre assim
(1)
Tem sete palmos de terra
Esperando por você
Com vizinhança tranquila
Ninguém vai lhe aborrecer
(2)
Com flores pra todo lado
Um quintal murado é pra lá que se vai
Você já entra deitado para um bom descanso
E de lá ninguém sai...
( ♫ ♫ ♫ )
Pois em casa, na rua
Ou num botequim (refrão)
Cachaceiro morre assim
(1)
Desde a pinga ao licor
A bebida é um grande mal
Tem até gente bebendo
Álcool de noventa grau
(2)
Por isso digo e repito
Não beba cachaça porque lhe faz mal
Fique na base do suco, do leite,
Refresco e água mineral
( ♫ ♫ ♫ )
Pois em casa, na rua
Ou num botequim (refrão)
Cachaceiro morre assim
(♫ ♫ ♫ )

Enviar para alguém.

Indique este Site

Você gostou do site e quer indicá-lo para um(a) amigo(a)?

Então, clique aqui.


Meus Livros

Livros publicados (clique na capa para maiores detalhes):