Login

E-mail:

Senha:


Cadastre-se.

Lembrar senha.

Buscas no Site

» Rimas

Selecione o tipo: Palavra Terminação

Digite o termo:


» Poesias

Selecione a seção: Coletânea Galeria

Digite a palavra:


GALERIA

Neste espaço você pode publicar gratuitamente as suas obras (poemas, poesias, sonetos, versos, etc). Para isso, basta clicar no link abaixo. Antes, porém, leia as condições para publicação do site.

» Publicar Obra «

As obras serão listadas por: Ordem de Cadastro, Título e Autor.


O cordeiro
(ADALBERTO)

Do cordeiro já se fez o canto.
Cordeiro próximo já seria bom.
Cordeirinho já é nome santo –
E este jamais tomarás em vão.

O poder do nome do cordeiro
Dúvida alguma deixar-nos-ia
Rasgou o véu de alto abaixo
Fez-se noite em pleno dia.

E da morte saltou a vida.

Eia, pois, que nenhum canto
Ao cordeiro do senhor seja vão
Inobstante a rima e o manto
Não salvem o poeta da perdição.

(c)adalberto de queiroz, poemas 2017.

Enviar para alguém.

Indique este Site

Você gostou do site e quer indicá-lo para um(a) amigo(a)?

Então, clique aqui.


Meus Livros

Livros publicados (clique na capa para maiores detalhes):